22 de fevereiro de 2017

Josimar de Maranhãozinho cobra construção de ponte e a recuperação da MA-307


O deputado Josimar de Maranhãozinho (PR), cobrou na sessão da ALEMA a construção da ponte que dá acesso ao município de Centro de Guilherme.
Segundo o deputado há sete dias que os moradores daquela cidade estão isolados, visto que o único acesso que tem é a MA-307 que está em estado crítico. Ele afirmou que os moradores somente têm  acesso por uma estrada vicinal, o que aumenta cerca de 10 km o percurso. “Essa MA está trazendo grande desconforto ao povo guilhermense, por isso, peço à Secretaria de Estado da Infraestrutura que ajude as prefeituras a manterem a estrada vicinal, porque é o único acesso que os veículos têm para sair ou entrar com mercadorias na cidade”, acentuou Josimar de Maranhãozinho.
Ainda de acordo com o deputado, a construtora que está construindo a ponte naquela estrada garantiu a ele e aos vereadores que em três meses os serviços estariam concluídos mas já se passaram seis meses, e a obra ainda não ficou pronta. Ele lembrou ainda que no ano passado esteve com  o secretário Clayton Noleto onde foi marcada uma visita in loco para o dia 16 de dezembro, mas esta não ocorreu. Apenas lhe informaram que seria feita uma ponte de trilho e que esta suportaria as enchentes do Rio Maracaçumé. Ocorre que, até o momento, o povo guilhermense está aguardando pela conclusão daquela obra.
“Eu, na postura de homem público, não posso deixar de esclarecer o meu trabalho e a minha dedicação para solucionar este problema. Eu, particularmente, tenho um compromisso com o povo do Maranhão; tenho compromisso com os quase cem mil votos que tive e onde mais da metade foi naquela região. A Prefeita Detinha, por oito anos, fez muito por aquela cidade. Ela entregou uma infraestrutura de qualidade mas, infelizmente, o Centro do Guilherme não tem tido sorte com as obras públicas do governo do estado: foram iniciadas as construções de um colégio de ensino médio e um hospital, mas as obras estão paralisadas”, afirmou o deputado.

Desvio

De acordo com Josimar de Maranhãozinho o desvio que está sendo feito na MA-307 é de madeira e, segundo ele, talvez não suporte, sequer,  o peso de uma moto.  Por isso, pediu o apoio da Secretaria de Infraestrutura para que pressione as empresas que ganham licitações para fazerem os serviços a contento para dar condições para o povo ter o direito de ir e vir.

Zé Doca em Foco

18 de fevereiro de 2017

Vereador Hennio Silvestre solicita iluminação pública em Zé Doca com lâmpadas de LED e tem requerimento aprovado por unanimidade.


O Vereador Hennio Silvestre (PSD), apresentou na sessão da última sexta-feira (17) na câmara de vereadores de Zé Doca, um requerimento que solicita a recuperação da iluminação pública em todo o município, já que a praticamente quatro anos as ruas estão as escuras. Um detalhe no pedido do parlamentar chamou a atenção, o vereador pediu que as lâmpadas comuns fossem descartadas e que fossem usadas lâmpadas de Led para iluminar toda a cidade, o que fez com que o nobre edil fosse aplaudido e elogiado pelos colegas que rapidamente e sem pensar aprovaram o seu requerimento por unanimidade.

"Eu quero o melhor para Zé Doca, eu quero o melhor para a minha cidade, eu quero o melhor para as pessoas que moram aqui e para as pessoas que nos visitam, é isso que eu quero." frisou o vereador.

A substituição das lâmpadas tradicionais pela iluminação LED é uma forte tendência, pois esta além de embelezar a cidade, oferece vantagens principalmente em termos de durabilidade e economia. Tanto que, após perceber que há uma redução real nos custos com energia, grandes cidades começaram a optar pela iluminação LED. No México e na Itália, por exemplo, o LED vem sendo utilizado na iluminação pública desde 2010.

Consumo de energia e eficiência
A energia consumida pelo LED é revertida em iluminação e não em calor, consequentemente não desperdiça energia.

* Lâmpada incandescente 60 W = luminária LED de 4,5 W com economia de 55,5 W/hora.

* Lâmpada fluorescente tubular de 40 W = luminária LED de 18 W com economia de 22 W/hora.

* Lâmpada dicroica 50 W = luminária LED de 6 W com economia de 44 W/hora.

Reposição das lâmpadas
O LED pode chegar a mais de 50.000 horas de vida útil, enquanto que:

* Incandescente = 1.000 horas

* Fluorescente Compacta = 6.000 horas

* Fluorescente Tubular = 7.000 horas

* Halógena = 3.000 horas

Em termos de durabilidade 1 LED = 50 lâmpadas incandescentes ou 8 lâmpadas compactas fluorescentes ou  16 lâmpadas halógenas.

Exposição de produtos
A iluminação LED não emite radiação IV/UV, o que evita danos à pele, plantas e também objetos ou produtos expostos como roupas, calçados, móveis, decorações e obras de arte.

Descarte
Como o LED não possui em sua composição metais pesados como chumbo e mercúrio, não há necessidade de um descarte especial como as lâmpadas fluorescentes.

Veja abaixo a entrevista do Vereador Hennio Silvestre

video



Zé Doca em Foco

14 de fevereiro de 2017

Hemetério Weba, em decaída, busca apoio do grupo Curió, derrotado nas últimas eleições municipais em Gov. Nunes Freire

O Deputado  Estadual Hemetério Weba em constante decaída, firmou o  apoio do grupo Curió derrotado nas ultimas eleições nas cidades de Gov.Nunes Freire e Turilândia. 

O Grupo Curió que sofreu duas grandes derrotas, em Gov.Nunes Freire, o ex-prefeito perdeu para prefeito Indalécio por uma diferença de 3002 votos, em Turilândia também foram derrotados pelo Prefeito Alberto Magno que foi reeleito. 

Próximo ano já acontece as  eleições estaduais, onde o grupo curió que ficou praticamente sem opção política, pois segundo informações o Deputado Josimar de Maranhãozinho , a quem apoiaram em 2014 , não vinha se estendendo bem com o grupo Curió. 

Em Gov.Nunes Freire, a maioria da população não quer se quer ouvir o nome do ex-prefeito, que foi o primeiro gestor afastado da história do município, onde deixou o município em ruínas  e totalmente abandonado ,   então será se o mesmo terá coragem de ir em Nunes Freire pedir votos para Hemetério Weba em 2018, depois da população mostrar nas urnas toda sua indignação fica a pergunta no ar. 

Em Turilândia onde grupo curió, sofreu uma amarga derrota em 2016,  a população já conhece a forma de governo desse grupo que já estampa na camisa do bloco de carnaval o nome do deputado, então será se a população mesmo já conhecendo o grupo irá apoiar o nome de Hemetério Weba. Acreditamos que o Deputado terá um grande decepção, pois parece que as coisas não estão tão boas pra pegar um possível  apoio de  um grupo que foi praticamente acabado.

Outro fator interessante´é que o Deputado Estadual Hemetério Weba,apoiou nas ultimas eleições municipais em Nunes Freire, o prefeito eleito Indalécio, inclusive subiu no palanque pedido votos para o atual prefeito e claro  sempre se colocando contra o grupo Curió e agora será se o mesmo vai ter coragem de ir no município pedir votos acompanhado do grupo que ele era contra. Fica mais uma pergunta no ar. 

Zé Doca em Foco

Em São Luís deputado Josimar de Maranhãozinho, secretários de saúde da região do Alto Turi e o prefeito Almeida de Igarapé do Meio tem audiência com o secretário de estado da saúde


Na última segunda feira (13), o deputado estadual Josimar de Maranhãozinho (PR), juntamente os secretários de saúde; Francisco lima de Zé Doca, a secretária de saúde de Maranhãozinho Débora Caldas e o prefeito de Igarapé do Meio Antônio Almeida (PC do B), estiveram em audiência com o secretário de estado da saúde Dr. Carlos Lula, buscando junto ao governo do estado uma melhor atenção para a área de saúde pública, em especial no município de Zé Doca.
Todos os pontos críticos foram debatidos, levando ao secretário de governo as demandas de cada município. O deputado estadual Josimar de Maranhãozinho deu ênfase maior ao município de Zé Doca, a onde a saúde pública foi encontrada no mais completo abandono. O parlamentar se mostrou otimista com o resultado da audiência e com o posicionamento do secretário em dar uma atenção especial à região. “Estamos satisfeitos com o resultado da audiência. No momento oportuno daremos publicidade ao que foi conversado e as demandas atendidas, não vamos parar por aqui, estaremos sempre atentos aos problemas da nossa região.”
O prefeito de Igarapé do Meio Antônio Almeida, que também encontrou a saúde do seu município em péssimas condições também levou ao secretário a sua pauta de reivindicações, que foi analisada e as providencias para dinamizar o setor serão tomadas. 
Em Maranhãozinho, onde a saúde pública é uma das melhores da região, a secretária de saúde Débora Caldas também levou as suas reivindicações ao secretário de estado, segundo ela, a saúde deve avançar mais ainda com o atendimento das demandas, que a secretária também prefere divulgar no momento oportuno.

Zé Doca em Foco

7 de fevereiro de 2017

Choque de gestão! Em Zé Doca, moralização do serviço público causa impacto e agrada a população

Nos últimos quatro anos o município de Zé Doca virou um “paraíso” para servidores ligados a ex-gestão, muitos trabalhavam pouco ou quase nada e recebiam proventos como funcionários que desenvolviam suas funções religiosamente, cumprindo suas funções com zelo e dedicação. 
Após o recadastramento dos funcionários foi constatado irregularidades em todas as secretarias, muitos pagamentos eram feitos de forma indevida, o que vinha gerando graves prejuízos ao município. Segundo informações obtidas por esse blog junto à prefeitura, cerca de 400 funcionários da educação, por exemplo, recebiam de forma indevida, não se sabe exatamente se essas irregularidades partiram de uma parte dos servidores ou do ex-gestor, na intenção de agradar os seus aliados políticos.

A prefeitura pretende fazer um ajustamento de conduta de acordo com cada situação. O poder público possui competência e legitimidade para adequar as normas do regime estatutário ao interesse público, desde que respeitados os limites constitucionais.


Segundo o que um aliado do ex-gestor publicou em um blog, essa prática é uma “cultura” e não deveria ser mudada da noite para o dia, o que causou indignação dos servidores que cumprem com seus compromissos dentro da legalidade. A grande maioria dos servidores está de acordo com o “choque de gestão” da prefeita Josinha Cunha, que tem entre os compromissos de governo dar direito a quem tem direito.


A prefeita Josinha Cunha não considera isso cultura, e sim vicio de gestão que privilegia uns em detrimento de outros. Pautada na ética, transparência, legalidade e moralidade, a prefeita de Zé Doca está “arrumando a casa” como deve ser feito, valorizando de forma justa o funcionalismo.


Zé Doca em Foco