26 de novembro de 2009

Adolf Hitler esteve no Maranhão


Adolf Hitler esteve no Maranhão e
teria passado 10 dias escondido num submarino em Guimarães

Em 1944 uma lenda espalhou-se pelo Maranhão: Havia um monstro na praia de Guimarães, município na costa do estado. Era o auge da 2ª Guerra Mundial e a história surgiu a partir de uma luz luminosa em uma noite de agosto daquele ano na Baía de Cumã. O estado de prontidão causado pela guerra mobilizou aviões e navios pela costa maranhense, mas nada foi localizado além daquela luz misteriosa, o que deu origem à lenda.
Sessenta e cinco anos se passaram e agora a lenda foi revelada. Tratava-se, na verdade, do submarino SS-199, que trazia a bordo ninguém menos que o führer alemão Adolf Hitler, incógnito, fugindo das conspirações de parte de seu exército, que o queria morto. A história do nazista no Maranhão é contada agora pelo escritor Joaquim Itapary, em sua coluna no ’”O Estado do Maranhão”,, edição de quinta-feira, baseado em reportagem da revista alemã Der Spiegel.
A revista encontrou o Diário de Bordo do SS-199, que traz os detalhes da fuga de Hitler ao Maranhão.O führer havia sofrido um atentado em 20 de julho de 1944, no qual morreram alguns dos seus oficiais de confiança.Um deles, em agonia, encaminhou o ditador ao submarino de sua confiança, que seguiria, em segurança, “para lugar incógnito e remoto”.
De acordo com o Diário de Bordo do SS-199, citado na reportagem da Der Spiegel, Hitler e sua amante, Eva Braum, estacionaram no dia 4 de agosto daquele ano a 2°o72 57" de Lat. S e 44°362 04" de Long. W.
Estas são as coordenadas geográficas de Guimarães no Maranhão. Aqui, o navio passou dez noites, antes de retornar para Bremerhaven, na Alemanha, conta Joaquim Itapary, em seu artigo.





Zé Doca em Foco 25/11/2009

Nenhum comentário: