12 de janeiro de 2010

TJ quer solução da Cemar para oscilação de energia elétrica nas comarcas


A Companhia Energética do Maranhão foi chamada ao Tribunal de Justiça na manhã desta sexta-feira para apresentar soluções para os problemas de oscilação de energia elétrica no interior do Estado, o que ocasiona a interrupção dos serviços judiciários e queima de equipamentos, além de insatisfação dos usuários, cujas reclamações são direcionadas e creditadas às autoridades judiciárias.

O Diretor Administrativo do TJ, Francisco Chagas Pereira, reuniu-se com a consultora de atendimento corporativo da Cemar, Carmelita Lima, e discutiu alternativas para reduzir os custos causados por esses problemas no fornecimento de energia nos horários de pico do consumo nas comarcas de Brejo, Chapadinha, Vargem Grande, Amarante, Monção, Pastos Bons, Santa Quitéria, Zé Doca e Ribamar.

Carmelita Lima informou que a empresa já construiu uma subestação e desde o dia 20 de dezembro o problema já teria siso resolvido nas comarcas da região de Brejo, Santa Quitéria, Chapadinha e Vargem Grande.

Em Pastos Bons, a empresa instalará um medidor instantâneo, equipamento que realizará a verificação das causas da oscilação. Em Zé Doca também está sendo construída uma subestação para estabilização da tensão.

CAMPANHA - A Diretoria Administrativa do TJ realizará campanha institucional com a idéia de criar uma política de economia de energia elétrica no TJ. Algumas das medidas para reduzir o consumo é passar a utilizar lâmpadas e ar condicionado de acordo com a necessidade de cada ambiente e desligar todos os aparelhos eletrônicos ao final do dia.

“A política de economia de energia deve ser adotada especialmente no horário de pico, de 18h às 21h, quando o consumo por kw/h passa de R$ 0,12 para mais de R$ 1,70”, justificou.

TELEFONE - A Diretoria Administrativa do TJ também já se reuniu com a empresa que fornece o serviço de telefonia fixa para o Judiciário, que deverá apresentar um projeto para viabilizar a redução de gastos com o consumo.

Participaram a assessora especial da Presidência, Mariana Clementino, o chefe de Divisão de Análise e Fatura, Sebastião Rocha e o coordenador de Orçamento, Amudsen Bonifácio. (Da Ascom / TJ-MA)

Zé Doca em Foco 12/01/10

Nenhum comentário: