24 de junho de 2010

Zé Doca vira palco da agricultura familiar

Zé Doca - Centenas de trabalhadores rurais participaram do Dia da Agricultura Familiar, em Zé Doca. Este foi o oitavo realizado no Maranhão. Durante três meses foram mobilizados 120 municípios de oito Territórios da Cidadania, com 15 instituições e 5.525 agricultores e agricultoras familiares.

Foram contemplados os trabalhadores rurais do Território da Cidadania do Alto Turi e Gurupi, que abrange os municípios de Zé Doca, Amapá do Maranhão, Araguanã, Boa Vista do Gurupi, Cândido Mendes, Carutapera, Centro do Guilherme, Centro Novo do Maranhão, Godofredo Viana, Governador Newton Belo, Governador Nunes Freire, Junco do Maranhão, Luís Domingues, Maracaçume, Maranhãozinho, Nova Olinda do Maranhão, Presidente Médici e Santa Luzia do Paruá.
Os eventos do Dia da Agricultura Familiar tiveram como proposta difundir e discutir as políticas públicas agrárias de crédito, assistência técnica, capacitação, comercialização de alimentos e documentação dos trabalhadores rurais, incluindo pescadores, quilombolas e quebradeiras de coco. Os encontros foram realizados pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, Instituto Nordeste Cidadania, Banco do Nordeste e Contag, com a parceria do Governo do Estado, por meio das secretarias de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e Desenvolvimento Agrário (Sedagro), Prefeituras Municipais, Sindicatos Rurais, Pólos Sindicais, Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Colegiado de Desenvolvimento Territorial (Codeter) e Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (Fetaema).
A gestora da Agência de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Zé Doca (Agerp), órgão vinculado à (Sagrima), Nordélia Sousa, representou a secretaria neste último evento e falou das ações do órgão voltadas para a Agricultura Familiar, tais como Projetos Agroecológicos, Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa, distribuição de sementes selecionadas de arroz, milho e feijão, kits de irrigação, agroindústrias, pulverizadores, plantadeiras e outros equipamentos.
O representante do BNB, Hailton José Fortes, falou da contribuição do banco para o desenvolvimento rural, através das linhas de crédito, ressaltando que para esse tipo de aplicação o banco disponibiliza cerca de 13 milhões em recursos. "O recurso existe; são mais de 13 milhões para aplicar na agricultura familiar e 15 Agências do Banco do Nordeste em todo o Maranhão para aplicar o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, o Pronaf".
Para o prefeito de Zé Doca, Raimundo Nonato Sampaio, a Agricultura Familiar se fortalece com encontros como esses. "A iniciativa do BNB e a parceria com governos da esfera Federal e Estadual, além da sociedade civil organizada é importantíssima para o desenvolvimento da Agricultura Familiar. Acho que somente assim, a geração de renda e a sustentabilidade nesse setor poderão acontecer", acredita Raimundo Nonato Sampaio.

Zé Doca em Foco 24/06/10

Nenhum comentário: