14 de julho de 2010

Abertura do Intervivência Universitária 2010

Aconteceu na tarde de ontem (12), no Campus São Luis - Maracanã do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Ifma), a solenidade de abertura do “Projeto Intervivência Universitária”

Essa já é a terceira edição do Projeto, que é realizado em parceria com o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia - Ifma - Campus Maracanã, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e a Universidade Estadual do Maranhão (Uema), por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis (Proexae).

O Intervivência Universitária é voltado para jovens de 16 a 18 anos, oriundos de escolas agrícolas e quilombolas maranhenses, trazendo-os para a convivência dentro da universidade, e fazendo-os conhecer mais do saber científico, o que certamente contribuirá para uma melhor formação dentro das suas comunidades e, acima de tudo, pelo conhecimento que serão estendidos às famílias e aos grupos nas escolas.

Participaram da cerimônia de abertura o reitor do Ifma, José Ferreira Costa; o diretor Geral do Campus São Luís Maracanã, Vespasiano da Hora; representando o reitor da Uema, José Augusto Oliveira, a diretora do curso de Agronomia, Maria Rosangela Silva; o diretor de ensino do Campus São Luís Maracanã, Inaldo Lisboa; representando a Proexae, a coordenadora de Extensão da Uema, Maura Cléia de Araújo; o coordenador do laboratório de Extensão Rural da Uema, Itaan de Jesus Santos, dentre outros.

Durante a oportunidade a professora Rosangela Silva, saudou os estudantes em nome do reitor José Augusto Oliveira, e ressaltou que esse é um momento ímpar para todos, visto que desperta nos jovens participantes, maior interesse na agricultura, o que consequentemente ajuda a fortalecer a economia do estado. Ela também falou de um desejo, que esses alunos que participam do projeto possam também ingressar na universidade e, assim, levar melhores condições de produção para seus municípios.

Por sua vez, em clima de descontração, o reitor José Ferreira falou sobre a experiência que teve ao sair do município de Zé Doca, as dificuldades para superar os obstáculos e sobre a importância de se ter um sonho, e não desistir dos projetos que se tem.

Para a assistente de coordenação do Projeto e bióloga, Emanoelle Lyra Jardim, acompanhar os jovens é extremamente gratificante para toda a equipe da coordenação, pois sabemos que esse é um dos papéis da universidade, trocar experiências e saberes, por meio da extensão. Serão 16 dias construindo amizades, afirma Emanoelle.

O evento congrega alunos de vários municípios do Maranhão.
Zé Doca m Foco 13/07/10

Nenhum comentário: