16 de janeiro de 2012

Acidente no Piauí mata sete Maranhenses

Um acidente ocorrido na manhã deste sábado, 14, deixou sete pessoas mortas e uma gravemente ferida, na BR 343, em Amarante, no Piauí. Todos os passageiros eram de São Francisco do Maranhão (MA).


O veículo, uma Hilux de placa HXC-1134, colidiu com um ônibus da empresa Real Barroso.


Nenhum passageiro do ônibus ficou ferido.


Os corpos estão no hospital de Amarante e, de lá, serão liberados para as famílias. A outra vítima foi encaminhada para um hospital em Teresina, Piauí.


Segundo testemunhas, a hilux, que vinha de Angical (PI), em alta velocidade, tentou ultrapassar uma carreta quando colidiu de frente com o ônibus, que vinha de São Paulo, do município de Casa Verde com destino à cidade de Piripiri (PI).



Os passageiros do ônibus não sofreram ferimentos graves.

Em entrevista concedida ao Portal Meio Norte, Pedro Gomes, motorista do ônibus, conta que após a manobra da Hilux, no instante da ultrapassagem, a mesma não teve condição de retorno à sua mão colidindo frontalmente com o ônibus que conduzia quase 40 passageiros.

“Após a batida, sustentei o volante para não bater naquela árvore”[o morotorista referia-se a uma árvore de grande porte que fica à beira da BR]

Os integrantes da caminhonete estavam na Angifolia, carnaval fora de época de Angical. No momento do desespero, Gutierrez, único sobrevivente da Hilux, afirmou ao motorista do ônibus que, por não estar embriagado, pediu para vir dirigindo, mas não aceitaram.

A Polícia Rodoviária Federal esteve no local e, segundo o policial F. Rodrigues, após a remoção dos corpos, será feita a perícia para uma melhor investigação do ocorrido.

Os corpos foram levados para o hospital de Amarante. Segundo os passageiros do ônibus, se o socorro tivesse chegado imediatamente, uma das vítimas não teria falecido. “Ele ficou agonizando muito tempo”, disse a passageira que não quis se identificar.

Vítimas
As vítimas foram identificadas por Wallison Mendes, Estefany, Morais Júnior, Aldetino, Leudenberg, Cleiton e Bernardo (este último, veio de Salvador (BA) e estava passando férias em São Francisco do Maranhão).

Das sete vítimas fatais, três deles vieram de Teresina numa Hilux de placa HXC-1134, por volta das 23h e os outros cinco foram de São Francisco do Maranhão, pegando um veículo na rodoviária de Amarante.
Juntos resolveram vir para o município de São Francisco do Maranhão por volta das 05h, quando, 20 minutos depois, se deu o ocorrido.
Procedimento
Segundo o escrivão da Polícia Militar de Amarante, Lindomar Rocha, o motorista do ônibus, Pedro Rocha, prestou depoimento na Delegacia de Amarante e será indiciado por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.
O escrivão informa ainda que outro ônibus da mesma empresa já conduziu os passageiros aos seus destinos. Segundo Pedro Rocha, o acidente teria sido de maior proporção se ele não tivesse conseguido controlar o ônibus e fazê-lo parar fora da BR. O único sobrevivente da Hilux, de nome Gutierrez, foi encaminhado para Teresina.
Choque
A população de Amarante e de São Francisco do Maranhão (MA) está consternada, o clima é de luto completo. Seis das sete vítimas fatais do acidente serão sepultadas amanhã no município de São Francisco.
A Polícia Rodoviária Federal irá investigar as causas do acidente.

Fonte: Central de Noticias
Com informações do Meio Norte
Zé Doca  em FOCO 16/01/12

Um comentário:

Katia disse...

Será q as pessoas nunk vão se concientizar q alcool e volant ñ da certo? Qntas pessoas + precisam morrer para q se concientizem q essa dupla ALCOOL E VOLANT ñ se uneM. eU PERDI 5 PESSOAS DA MINHA FAMILIAentr ela filho e marido poq um inrresponsavél decidil sair do BACABAL foia alcolozado e foi para a estrada. Ele está vivo aquele inrresponsavel + meu filho d 11 anos , meu marido eos outros 3 ( sogra e 2 cunhados)quem vai consolar minha filha pela saudade do pai ,irmão avó, tios. Esse Brasil ñ tem lei. E o cara lá ñ pedeu nem a carteira d morotista, nunk foi da delegacia depor.(revolta)[Exatament hoje fazem 2 anos e 6 meses do acotecido.]meus braços estão vazio a falta do meu filho.