13 de fevereiro de 2012

Polícia de Zé doca descobre plantação de maconha e prende duas pessoas


Uma equipe de policiais da Delegacia Regional da cidade de Zé Doca (a 311 km da capital) sob comando do delegado Luis Cláudio Balby, descobriram uma plantação de maconha no povoado Santa Helena, situado na ilha do Peixe Insosso, a 20 km, da sede do município. Na operação denominada "Peixe Insosso" foram encontradas três plantações de maconha, e duas pessoas foram presas em flagrante, um terceiro envolvido conseguiu fugir.


Os investigadores tiveram muita dificuldade de chegar ao local, por ser uma área de difícil acesso - área alagada e com muitas cobras e jacarés. Lá a equipe apreendeu cerca de 1.500 pé de maconha (estariam prontos para colheita no período de três meses), 101 gramas de sementes prontas para o plantio, e 8 ml de barragem (substância química usada para combater pragas na lavoura). Foram presos em flagrante, Francisco José Ribeiro, 72 anos, e Cícero Costa de Macedo, 43 anos, ambos naturais do município de Monção - MA. Os policiais que chegaram disfarçados na localidade, quando Cícero estava na companhia de seu irmão, João Batista Costa de Macedo, este notou a presença de estranhos e fugiu abandonando uma moto Honda Pop, de cor roxa, placas NWU 5253.

Fonte: Jornal Pequeno
Zé Doca em FOCO 13/02/12


3 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Ei manézao!!! administrador do site! o blog serve pra postar comentarios!!! por isso tem essa opcao aqui! e eu nao falei mal nao, falei apenas a verdade, e é a propria populacao e gente como vc que toda essa cidade nisso! querem mostar só o bom, e esconde a onde de crimes. aqui era pra ser a cidade mais movimentada e desenvolvida da regiao, pois esta numa posicao de rotas variadaas e aqui se encontra as sedes administrativas da regiao baixa do maranhao! ei sera que vc tbm é parente do joao alberto??? flw fica aew com teu blog de babao cedo!vc prefere viver nessa mesmo, né?

Anônimo disse...

Parabéns ao Dr. Balby por mais esse trabalho desenvolvido à frente da delegacia de Zé Doca. Seria bom que esse cidadão conhecesse um pouco da realidade das condições de trabalho de polícia pra ele poder fazer um comentário sério. Pelo teor de sua escrita logo se percebe que se trata de um despreparado, cuja coragem se sustenta às custas do anonimato. Com relação ao delegado ser parente de João Alberto fique sabendo que o mesmo nem tem bom relacionamento com Dr. Balby. Ademais o delegado é concursado, profissional de carreira, aprovado em concurso público sério, feito pela fundação Carlos Chagas de S. Paulo, é tudo que adquiriu na vida foi por mérito e não por política. Lave a boca com bastante creolina antes pensar em falar mal do delegado Balby. Me chamo Antônio Pereira e sou Morador da Vila do BEC.