23 de agosto de 2013

Estudante maranhense de medicina morre após explosão na Bolívia


O maranhense Antonio Costa, 22 anos, morreu na quinta-feira em Cochabamba, na Bolívia, após sofrer queimaduras em uma explosão em seu apartamento no bairro Huanuni. Segundo o jornal boliviano Opinión, o jovem era natural de São Mateus e estudava medicina na Universidade Técnica Privada Cosmos (Unitepc).

A assessoria do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty) confirmou a morte e disse que está prestando o apoio necessário à família. Costa sofreu queimaduras de terceiro grau em 97% do corpo após o incêndio provocado por vazamento de gás ocorrido na última quarta-feira no apartamento que alugava. 

Segundo o relatório preliminar, foi constatado um vazamento no botijão da cozinha. Como as portas e as janelas estavam fechadas, o gás se acumulou no apartamento. De acordo com o comandante e capitão Marcelo Sanchez, o "estopim ocorreu quando o estudante ligou o computador". 

O capitão disse que a cama, o computador e o corpo de Costa foram imediatamente queimados. Ele correu para o banheiro em busca de água, mas caiu devido às lesões sofridas. Levado ao hospital, Costa morreu no dia seguinte.  

Terra
Zé Doca em Foco 23/08/2013

Um comentário:

Luana disse...

Triste nóticia