24 de março de 2014

Sebrae faz parceria com Associação de Trabalhadores Rurais de Maranhãozinho


Produtores do município na região do Alto Turi querem impulsionar atividades agrícolas e melhorar de vida 

Em atendimento à demanda apresentada pela Associação de Trabalhadores Rurais de Maranhãozinho, município do Alto Turi – atendido pela regional de Santa Inês – uma equipe do Sebrae esteve no povoado Chico Nêgo, onde esteve reunida com a comunidade.

Os produtores rurais propuseram firmar uma parceria com o Sebrae para aumentar a organização da atividade agrícola e impulsionar o desenvolvimento econômico das 29 famílias que moram no local. Segundo seus representantes, a única fonte de renda dos moradores do povoado é o Bolsa Família, benefício social do Governo Federal.

Com o trabalho conjunto, a intenção é promover, fomentar e apoiar a comunidade na geração de novas alternativa de produção e renda, a partir da apropriação das potencialidades econômicas locais, aproveitamento dos recursos naturais existentes e, sobretudo, com vistas a atender as oportunidades de acesso aos mercados privados e governamentais.

Na reunião com a presença do gerente regional do Sebrae em Santa Inês, Aluízio Muniz; do gestor do projeto Território da Cidadania Alto Turi e Gurupi, Adalberto Fraga; do presidente da Associação dos Trabalhadores Rurais de Maranhãozinho, Otoniel Pereira e demais produtores da comunidade, foi sugerido o treinamento sobre redes associativas, visando num primeiro momento o fortalecimento dessa cultura.

Adalberto Fraga, explica que atualmente a produção é apenas para subsistência e o papel do Sebrae será trabalhar a capacidade das famílias, com atividades coletivas. “A potencialidade do lugarejo será estudada para viabilizar as ações. A ideia é estimular para a cultura do cooperativismo e, a partir daí, identificar alternativas de produção agrícola que atendam as necessidades de consumo local e que o excedente seja comercializado na sede do município”, ponderou Fraga.

O presidente da Associação, Otoniel Pereira, reconhece que esse é o caminho para a comunidade do povoado Chico Nêgo: buscar competitividade e sustentabilidade econômica e social. “Estamos otimistas, acreditando que unindo forças com instituições como o Sebrae, a vida dos moradores do nosso povoado vai melhorar”, comemora.


Por: Gilciléa Marques
Unidade de Marketing e Comunicação
Regional do SEBRAE em Santa Inês - Ma

Zé Doca em Foco

Nenhum comentário: