13 de maio de 2015

Duas pessoas foram assassinadas e quatro ficaram feridas Pio XII

A empresária Vanda Sousa foi assassinada com um tiro na cabeça. Marcas de sangue ficaram espalhadas por todos os lados indicando o rastro de violência deixado pelos bandidos.


A pequena cidade de Pio XII é mais uma vez, palco de violência. Informações procedentes do município localizado a 35 Km de Santa Inês, dão conta de que a tragédia aconteceu naquela cidade na madrugada de segunda-feira, 11. Duas pessoas foram mortas no local e uma outra está em estado grave em um hospital Presidente Dutra, e mais três estariam feridas. Tudo começou após uma festa que ocorreu em um Pesque e Pague, localizado no interior daquele município.  Segundo informações da polícia, o fato aconteceu por volta de 1h, após o final da festa/show. A empresária dona do estabelecimento Maria Vanda da Silva Sousa, de 38 anos, juntamente com o sobrinho e funcionários, realizavam a contagem do dinheiro arrecadado no evento, e foi neste momento que seis bandidos encapuzados teriam chegado e abordado quem estava na sala.

Um dos bandidos, teria atirado contra a cabeça da empresária Vanda que morreu na hora. Um de seus comparsas começou a discutir com o elemento que atirou na vítima e eles acabaram brigando. Um dos funcionários do local que fazia segurança, tentou tomar a arma do bandido que atirou contra a empresária, o comparsa atirou e  acabou atingindo o bandido conhecido por José Ferreira Lima, vulgo “Zezinho” que morreu no local.

Após a briga entre bandidos, teria começado um tiroteio que acabou com o sobrinho da vítima, Alexandre da Silva Sousa, gravemente ferido e levado para um hospital e depois conduzido para o Hospital Estadual de Presidente Dutra.  Mais três outras pessoas também formam baleadas e foram socorridas, mas felizmente  não correm risco de morte.

Os outros cinco elementos do bando fugiram em motocicletas em direção do município de Satubinha. A polícia de Santa Inês se deslocou para àquela cidade por volta das 11:30 da manhã de segunda-feira, para apurar o fato juntamente com o delegado de Pio XII Ederson Martins.
Um homem foi detido e está sendo investigado se tem participação no caso. Com ele, a polícia apreendeu a moto que seria de “Zezinho” morto no Pesque e Pague.

Arimatéia Sousa, dono do Pesque e Pague e esposo de Vanda, lamenta o ocorrido, além de perder sua companheira, seu filho e o sobrinho também foram baleados. “Isso é uma violência. Tudo isso para roubar dinheiro. Acabaram  com minha família, nem sei como será daqui pra frente” disse o empresário.

Marcas de sangue ficaram espalhadas por todos os lados do estabelecimento, indicando o rastro de violência deixado pelos bandidos que até o fechamento desta edição não haviam sido presos.

De: Agora Santa Inês
Zé Doca em Foco 13/05/15


Nenhum comentário: