28 de agosto de 2015

Mais uma prefeita cassada no Maranhão, desta vez Cristiane Damião em Bom Jesus das Selvas!

A prefeita de Bom Jesus das Selvas, Cristiane Damião, acaba de ter o mandato cassado por abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio. 

A decisão foi proferida pelo juiz da 95° Zona Eleitoral da Comarca de Buriticupu, Duarte Henrique Ribeiro de Souza, decidiu nesta sexta-feira (28).

A Ação Eleitoral foi promovida pela Coligação “Bom Jesus não pode parar’, que tem como advogados o Dr. Claudio Araújo, além do Dr. Antônio Carvalho e do Dr. Gutemberg Castro. Na ação, o vice-prefeito Abdala da Costa Sousa Filho também perde o mandato. 

A justiça eleitoral de Buriticupu tomou como prova o vídeo exibido no programa Fantástico da Rede Globo, em setembro do ano passado, onde mostra Cristiane Damião ameaçando expulsar uma família de suas terras caso todos não votassem nela como prefeita na eleição de 2012.

Dentre tantas outras polêmicas, umas das mais repercutidas no blog aconteceu em junho deste ano, quando a prefeita Cristiane Damião 
tresloucada ameaçou o jornalista da TV Record, Gilvan Neves e começou a desferir palavras ameaçadoras para cima do profissional da comunicação, como: 

“Gilvan Neves eu vou te destruir, vou acabar com a tua raça...”.
“Agora eu vou é te matar seu vagabundo, ladrão, safado, filha da P…“.
Tudo isso aconteceu sob os olhares de vários moradores da cidade. A conversa foi toda gravada por Gilvan que logo após começou a espalhar para os moradores da cidade. 

Gilvan Neves é o proprietário dos meios de comunicação de Bom Jesus das Selvas. E recebeu ameaças da prefeita porque estava incomodando devido expor na mídia as mazelas do município deixando a população a par de acontecimentos como, as várias denuncias do MP contra a prefeita por diversos erros em sua administração, muita corrupção e favorecimentos a frente do Consórcio dos Municípios da Estrada de Ferra Carajás (Comefec), que por conta de todos esses escândalos envolvendo seu nome, lhe custou o cargo de presidente, sendo o acontecimento noticiado até no fantástico pela rede globo.

A cassação causou a inelegibilidade da prefeita que será impedida de participar de eleições durante oito anos. Ainda assim ela tem 90 dias para recorrer da decisão.

De: Carlos Barroso
Zé Doca em Foco

2 comentários:

Anônimo disse...

Mais uma ladrona

Alisson disse...

a casa ta caindo, que chegue logo em zé doca