13 de março de 2016

Militares acreditam que crime contra PM foi premeditado

Um soldado da policia militar do estado do Maranhão, identificado como Erasmo Alves Cordeiro, foi morto com 11 tiros por um outro colega militar dentro de uma viatura, na madrugada deste sábado, 12, em João Lisboa, MA.
De acordo com informações, quatro PMs estavam dentro da viatura por volta das 1h nas proximidades da praça da cidade, quando o soldado Alexandre Xandu que estava no banco traseiro ao lado de Erasmo sacou a arma e disparou onze vezes contra o colega. Os outros PMs que estavam na frente contaram que ele ainda chegou a recarregar a arma e eles tiveram que fugir para não morrer.
Depois de ter matado o soldado Erasmo, Xandu ainda se dirigiu para um bar nas proximidades onde teria disparado várias vezes contra as pessoas que estavam presentes, que saíram correndo para não morrerem.
O tenente-coronel da PM, Edilson Carvalho do batalhão de policia de Imperatriz informou que Xandú estava altamente transtornado e precisou ser contido por outros militares, sendo encaminhado logo após para um hospital onde foi medicado.
“O que percebemos foi um fato trágico, lamentável. O PM Xandu teve um surto psicótico, onde no momento em que se dirigiam para uma ocorrência ele sacou a arma e começou a disparar várias vezes dentro da viatura, matando um dos seus companheiros de farda”, relatou o tenente-coronel.
O soldado Xandu havia uma rixa com o soldado Erasmo, o que pode ter resultado na morte.  A vítima iria ser  pai em breve.
O matador encontra-se preso em Imperatriz em estado desnorteado e alega não saber de nada.

De: Luis Cardoso
Zé Doca em Foco

Nenhum comentário: