30 de dezembro de 2016

Lixão as margens da BR 316 em Pio XII causa transtornos


Quem chega ao município de Pio XII vindo no sentido Santa Inês, logo na entrada se depara com uma situação de extrema falta de higiene e respeito ao meio ambiente, um lixão de grandes proporções está tomando conta da BR. Lixo de toda natureza está sendo depositado no local, gerando uma fedentina insuportável e o acumulo de moscas, insetos e urubus.


É comum encontrar pessoas procurando no lixo algo para vender e até mesmo para se alimentar, como o senhor Antônio Francisco Braga, de 73 anos que disse vez por outra frequentar o lixão, em busca de encontrar algo que lhe seja útil. A situação a cada dia se agrava, pois dejetos são depositados diariamente no local acumulando mais lixo.



O lixão desprovido de estrutura ideal para tratamento do lixo tem como consequências: a poluição do solo, das águas superficiais e subterrâneas, além da poluição atmosférica. Outro agravante é a proliferação de doenças como diarreia, amebíase, parasitose, entre outras. O destino adequado para o lixo urbano é o aterro sanitário, com estrutura para o tratamento dos gases e do chorume. Outra alternativa é a incineração, que também deve conter sistemas de tratamento para os gases liberados, mas o processo de incineração e a implantação de aterros sanitários para o tratamento de grandes quantidades de lixo são caros, por isso é necessário que haja a conscientização da população, de forma que produza menos lixo, o que pode ocorrer através de ações como a coleta seletiva e a reciclagem.







Zé Doca em Foco

Nenhum comentário: